Screenshot_2

Polícia Civil investiga ligação de grupo do WhatsApp com mortes de adolescentes

A exemplo do jogo da Baleia Azul, grupo batizado de The H4ters desafia e estimula jovens a tirarem a própria vida.

A Polícia Civil de Goiás vem investigando desde o dia 15 de março a ligação de um grupo de WhatsApp batizado de The H4ters (Os Odi4dores) com o suicídio de ao menos três adolescentes em Goiânia e região metropolitana.

O grupo teria sido criado por quatro pessoas, ainda não identificadas, e, a exemplo do jogo da “Baleia Azul”, desafia e estimula adolescentes e jovens a tirarem a própria vida.

Igor Akbar, Emerson Akbar, Gabriela Akbar e Saymon Akbar são os nomes falsos usados pelos fundadores no grupo no aplicativo de troca de mensagens.

A polícia chegou até o grupo após um dos membros, um jovem de 18 anos, procurar a corporação para fazer a denúncia e contar como funcionam as regras.

Segundo informações da revista Veja, o caso de suicídio mais recente que pode ter sido influenciado pelo grupo é o de Higor Pires, de 15 anos. Familiares do menino relataram à polícia que ele apresentou mudança de comportamento dias antes de tirar a vida.

A PC também investiga se um grupo no Facebook, também batizado de The H4ters, tem alguma ligação com os casos de suicídio. A página conta com quase 20 mil participantes.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *