O crime aconteceu no dia 9 de agosto de 2015 após a família retornar de Goianira, onde comemorou o dia dos pais|Foto: Sílvio Túlio/G1

Acusado de tentar matar filho a facadas vai a júri popular

 

O crime aconteceu no dia 9 de agosto de 2015 após a família retornar de Goianira, onde comemorou o dia dos pais|Foto: Sílvio Túlio/G1

O crime aconteceu no dia 9 de agosto de 2015 após a família retornar de Goianira, onde comemorou o dia dos pais|Foto: Sílvio Túlio/G1

Eduardo Marques

Um homem de 43 anos enfrenta júri popular na manhã desta terça-feira (8) pela acusação de tentar matar o filho, na época com 15 anos, a facadas, em Goiânia. O crime aconteceu em agosto de 2015, após a comemoração do Dia dos Pais em um clube. De acordo com a denúncia, uma briga em família teve início após o réu ter dado um tapa nas nádegas da enteada, por quem disse estar apaixonado.

Leomar Leite de Andrade é acusado de tentativa de homicídio. A vítima, Yuri Magalhães de Andrade, seu filho, foi ferido no abdômen e chegou a ser levado ao hospital, mas sobreviveu. O júri é presidido pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara. Tanto o Ministério Público quanto a defesa vão pedir para que o crime seja considerado como lesão corporal. 

Segundo o processo, por volta das 17 horas do dia 9 de agosto de 2015, Leomar Leite de Andrade e família foram passar o dia dos pais em um clube, na cidade de Goianira, onde lá consumiu bebidas alcoólicas. Ao retomarem para a casa, em Goiânia, já no final da tarde, o acusado, que é viciado em cheirar thinner, sentou-se no sofá ao lado de sua enteada Bruna e disse que era apaixonado por ela. Em seguida, ele deu também um tapa em suas nádegas. André, que é irmão de Bruna, presenciou o fato e discutiu com Leomar. O indiciado, que estava bastante alterado, pegou uma faca e fez ameaças.

O garoto com medo correu para fora de casa em busca de ajuda. No entanto, o irmão da jovem assediada não reparou no fluxo de veículos e foi atropelado por um motociclista. Leomar presenciou a cena e correu em direção do motociclista para lesioná-lo com a faca. Para impedir o pai de cometer o crime, Yuri Magalhães de Andrade o segurou por trás na tentativa de tomar a faca.

Porém, mesmo sabendo que a faca iria acertar a vítima, Leomar a movimentou  para trás atingindo o rapaz com facadas no abdômen. O menino foi socorrido pelo tio e encaminhado até uma unidade médica para receber os cuidados necessários. Leomar, após atingir o filho a facadas, se escondeu até o dia seguinte. Quando retornou às suas atividades rotineiras, foi preso e, posteriormente, teve a prisão preventiva decretada. O pai está preso na Casa de Prisão Provisória (CPP), no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. 

 

Fonte: Jornal O HOJE.com