2ª fase – Operação Salinas Associação criminosa de furto de gado é presa

Uma associação criminosa voltada ao furto de gado no sudoeste de Goiás foi desmantelada pela Polícia Civil de Goiás (PC-GO). Desde dezembro de 2021 os meliantes já estavam em operação, com roubos na cidade de Davinópolis e na região de Catalão. A operação foi realizada através da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais (DERCR) e da 9ª Delegacia Regional de Polícia de Catalão em conjunto com o Batalhão Rural da Polícia Militar.

Policiais responsáveis pela operação l Foto: PC-GO

Em Davinópolis, um produtor rural foi vítima de furto de 34 cabeças de gado da raça nelope, avaliadas em mais de R$ 153 mil, ocorrido em dezembro. De lá para cá, três pessoas já haviam sido presas. As investigações da Operação Salinas, no entanto, continuou e a polícia identificou a existência de uma associação criminosa especializada neste tipo de roubo. Entre os dias 26 de abril e 18 de maio, o grupo já estava se preparando para outros três furtos em fazendas próximas de Catalão, para subtração de mais de 80 cabeças de gado.

A segunda fase da operação cumpriu mandados de prisão preventiva em Santo Antônio do Rio Verde (GO) e Paracatu (MG) em desfavor de Fábio Pereira Lima, Juscelio Santos Brito e Lazaro Augusto Ferreira Vaz. Everaldo Franca Melo, também integrante do grupo, foi recolhido ao cárcere na primeira fase da operação. O receptador dos animais também foi preso. O local onde ficava o rebanho roubado também foi identificado.

 

 Por Ysabella Portela para Jornal Opção